Portal da Transparência Revista Advocatus Agenda da OAB






::Telefones::

Secretaria
(42) 3028-2313

Tesouraria
(42) 3228-2306

Administrativo
(42) 3028-2313

Assessoria de Comunicação
(42) 3028-2313

Setor de Processos Disciplinares
(42) 3228-2307

Fórum Estadual
(42) 3028-2314

Justiça do Trabalho
(42) 3028-2315

Justiça Federal
(42) 3027-2313

Juizado Especial
(42) 3025-3154






Advogado deve relatar à OAB problemas que enfrenta com a regionalização das varas da Justiça Federal
      Advogado deve relatar à OAB problemas que enfrenta com a regionalização das varas da Justiça Federal
A OAB Paraná ingressou, no final do mês de julho, com pedido de providências junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) requerendo liminarmente a suspensão e, ao final, a anulação das Resoluções 101/2018, 42/2019 e 43/2019, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. As resoluções visam implantar o ?Projeto de Reestruturação de Competência das Unidades Judiciárias de 1º Grau da Justiça Federal da 4ª Região: Especialização, Regionalização e Equalização das Cargas de Trabalho?.

A OAB Paraná ingressou, no final do mês de julho, com pedido de providências junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) requerendo liminarmente a suspensão e, ao final, a anulação das Resoluções 101/2018, 42/2019 e 43/2019, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. As resoluções visam implantar o ?Projeto de Reestruturação de Competência das Unidades Judiciárias de 1º Grau da Justiça Federal da 4ª Região: Especialização, Regionalização e Equalização das Cargas de Trabalho?.

No último dia 27, a conselheira relatora Maria Tereza Uille Gomes indeferiu a liminar, argumentando que somente após a análise detida dos autos, da legislação e das informações do TRF4, será possível aferir a ilegalidade aventada pela OAB. A seccional paranaense sustenta que a medida traz violações constitucionais e infraconstitucionais, especialmente ligadas ao princípio do juiz natural e às regras relativas à fixação de competências.

Em razão dessa decisão, a OAB Paraná quer consultar os advogados sobre as ocorrências, reclamações e dificuldades que estejam enfrentando em decorrência das mudanças implantadas pelo TRF4 por meio das resoluções questionadas.

Fonte: OAB Paraná